Deputado é flagrado vendo pornô e culpa amigos: 'Mandam muita sacanagem'

29 de maio de 2015

 http://cidadenewsitau.blogspot.com.br/
O plenário da Câmara votou na quarta (27) dois pontos cruciais da reforma política, mas o deputado João Rodrigues (PSD-SC) acabou não se concentrando cem por cento

nos longuíssimos debates sobre financiamento privado, reeleição e afins.

Conforme imagens captadas e divulgadas pelo SBT, o parlamentar reservou parte da sessão para, ao lado de alguns colegas, ver fotos e vídeos pornô em seu celular. Nesta quinta (28), já em meio à repercussão da divulgação das imagens, ele jogou a culpa em amigos de um grupo de mensagens instantâneas.

"Nesses grupos de WhatsApp que eu tenho, todo mundo tem, tem muitos amigos que mandam muita sacanagem", afirmou por telefone o deputado, que tem 48 anos, é casado e tem duas filhas. "É um amigo de WhatsApp, e é frequente isso. Na verdade, quando são coisas impróprias, eu abro para ver do que se trata e vou apagando", acrescentou.

Integrante do chamado baixo clero da Câmara, que é o grupo majoritário de pouca expressão política nacional, Rodrigues é ex-radialista, está em seu segundo mandato como deputado federal e foi prefeito de Chapecó e Pinhalzinho, ambas em Santa Catarina.

Questionado sobre o assunto, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é evangélico, evitou se alongar sobre o assunto. Só afirmou que caso haja representação por quebra de decoro contra o deputado, ela será analisada. "Foi (pausa) uma conduta atípica... mas não tenho condição de avaliar neste momento."

Leia trechos da entrevista:

Folha - O SBT fez imagens do sr. vendo vídeo e fotos pornográficas durante a votação da reforma política. O que aconteceu, deputado?
João Rodrigues - Não cheguei a ver o vídeo [do SBT], mas o que ocorre: sou um deputado de Santa Catarina e, durante a sessão, as vezes, abro o WhatsApp para ver recados, informações. Bom, nesses grupos de WhatsApp que eu tenho, todo mundo tem, tem muitos amigos que mandam muita sacanagem. Quando abri o WhatsApp, realmente tinham postado um uma imagem imprópria. Cutuquei o deputado do lado e mostrei pra ele: 'Olha que merda que mandaram'. Ele olhou, riu, e eu apaguei. Porque quando eu chego em casa eu tenho uma filha de 10 anos que pega meu celular para brincar.

Foi um amigo do grupo que mandou então para o sr.
É, um amigo de WhatsApp, e é frequente isso. Na verdade, quando são coisas impróprias, eu abro para ver do que se trata e vou apagando.

O sr. já viu a repercussão desse vídeo na internet?
Isso aí gera constrangimento, e é óbvio que eu vou tomar providências jurídicas, porque violaram um equipamento privado. Segundo, a forma como está sendo colocada eu acho que está sendo equivocada. E terceiro, estou te contando um um fato que é um fato rotineiro. Eu não recebo imagem pornográfica e guardo. Eu abro o WhatsApp para ver do que se trata. E nesse caso cutuquei o deputado ao loado para mostrar: 'Olha o que me mandaram'. E quando vi eu apaguei. Foram várias. Umas dez imagens, eu apaguei todas.

Deu problema na família?
Sou casado, tenho duas filhas, sou um sujeito bem encaminhado. Agora, obviamente que haverá constrangimento, claro que haverá. Quando estou em casa, e a gente vai jantar, esse grupo do WhatsApp eu abro e mostro: 'Olha as coisas que me mandam'. Ela [a mulher] conhece esse grupo de WhatsApp. Mandam muita bobagem, mandaram recentemente uma imagem de uma pessoa famosa, e eu apaguei. Eu não armazeno esse tipo de coisa.

Que pessoa famosa?
Nua, não sei se é montagem. Várias. Tenho uma filha de dez anos que ela brinca com meu celular quando eu estou em casa...

O sr. acha correto ver isso no plenário, um local de exposição pública, durante votações?
No plenário eu abro informações diversas [no celular]. Quando abre o WhatsApp você não sabe o que está sendo postado, o WhatsApp não avisa o que é. Eu vi, e até botei [o aparelho] debaixo da mesa, para ninguém do lado de fora ver. Agora, com certeza gera constrangimento, obviamente que eu tenho que tomar minha providência jurídica. Quanto ao ambiente, quanto ao plenário, eu não sei qual é a mensagem, então eu abro e vou descartando. Recebo todos os dias, todas as horas muitas informações, de amigos, de prefeitos, fazendo pleitos, ou sugerindo: 'Deputado, cobra isso, fala aquilo', perguntando sobre reforma política.

Fonte: Folha de São Paulo

0 comentários:

 
Taboleiro Grande News © 2011 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum