Vereador Jonas, de Florânia, pede direito de resposta. Atendido

6 de fevereiro de 2014


Nos últimos dias foi divulgado amplamente nos veículos de comunicação de todo estado que eu, o vereador Jonas da Padaria, seria contra a lei. Fui eleito vereador, tenho feito meu trabalho no legislativo com muito respeito a todo povo de Florania, cidade que me conhece, sabe dos meus princípios e minhas origens.


O que aconteceu foi que no ultimo sábado, 1º de fevereiro, quando ia passando nas proximidades de um dos pontos de moto-taxi, fui convidado por um grupo de pessoas a chamar atenção das autoridades do transito, fazendo um protesto nas ruas de Florânia. A ação de iniciativa popular se deu em virtude do rigor que a lei tem sido aplicada em Florânia e não vem acontecendo o mesmo em outras cidades vizinhas.

1. Apoiei a iniciativa popular, que pedia uma fiscalização não só em Florânia, mas em todas as cidades com a mesma intensidade que vem acontecendo em nosso município;

2. Apoio à fiscalização do Terceiro Distrito de Polícia Rodoviária Estadual, mas o povo deseja este trabalho em todas as outras cidades, também;

3. Respeito o trabalho da polícia, mas existem equívocos e estão transformando multa em processo penal;

4. Não sou contra a lei federal, sou a favor dela. Protestar sem o capacete foi à maneira encontrada para chamar a atenção do problema de Florânia que são os constantes assaltos e a inúmeras multas;

5. Na realidade o que acontece é uma tentativa do grupo político que administra nossa cidade em colocar a opinião pública contra minha pessoa. Tudo porque fiz DENUNCIAS contundentes das irregularidades que vem acontecendo na gestão de Florânia;

6. Denunciei que poços enviados pelo governo para minimizar os problemas da seca, estavam sendo perfurados INDEVIDAMENTE nas terras do atual prefeito e do secretário de agricultura. E o povo continuou sofrendo sem água. ESTA MANCHETE A IMPRENSA NÃO DEU;

7. Reclamei a destinação indevida do Programa Torta de Algodão da EMATER, que estava sendo destinado indevidamente para o engenheiro da própria EMATER e ao secretário de agricultura, e numa grande maioria aliados do prefeito. Após minha reclamação eles saíram do programa;

8. Desta maneira fica claro que se tem alguém descumprindo as leis, é o prefeito que não cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal e usa a máquina do governo em benefício próprio.

Sem mais para o momento, espero que no retorno do trabalho legislativo possa continuar meu mandato atuante: denunciando sempre que preciso, sem medo da verdade.
 
Fonte: Robson Pires

0 comentários:

 
Taboleiro Grande News © 2011 | Designed by RumahDijual, in collaboration with Online Casino, Uncharted 3 and MW3 Forum